Arquivo para a Tag ‘saint germain

A Criação da Presença EU SOU   Leave a comment

Após a Criação da Terra pelos Grandes Elohim, Devas e Seres Elementais (também chamados Construtores de Forma), os Deuses-Pais Hélios e Vesta (O Sol de nosso Sistema, que ilumina e dá a Vida) atraíram do Sol Central Alfa e Ômega (o Sol de nossa Galáxia), bilhões de Centelhas de Espíritos. Estas centelhas eram inteligências primitivas, ou embriões (projetos), que necessitavam de um Útero ou, em outras palavras, do Amor de um Logos Solar para se desenvolverem.

Durante algum tempo estas centelhas permaneceram descansando na aura de Hélos e Vesta. Enquanto isso, os Deuses-Pais projetavam Raios de Luz de Seus Corações. Estes Raios se convergiam e formavam Chamas Trinas Individuais. Estas Chamas funcionavam como Magnetos, atraindo Substância de Luz Universal que, aos poucos, formavam Vestes de Luz (Corpo Eletrônico) em torno da Chama Trina.

O SER DE FOGO BRANCO

A próxima etapa foi a transferência da Centelha Espiritual para a Chama dentro do Corpo de Luz (Corpo Eletrônico), criando assim o Ser de Fogo Branco. Este Ser de Fogo Branco é uma inteligência ativa, viva e consciente de sua identidade andrógina. Um ser andrógino é aquele que tem as duas polaridades, masculino/feminina equilibradas. A esta altura o Ser de Fogo Branco já estava dotado de livre-arbítrio, isto é: o direito de escolher de que maneira desejava expressar a Perfeição Divina. O Ser de Fogo Branco é um Corpo que faz parte da Iniciação Solar. Ele vibra na freqüência de Alfa e Ômega, a Sétima Dimensão.

Aqueles que optaram por se separar, projetaram dois Raios-Gêmeos, isto é: duas Presenças Ayam exatamente iguais. Na extremidade de cada Raio estava a Chama Trina. Os Raios-Gêmeos ainda não tinham um Corpo Causal definido, sendo portanto incolor.

A etapa seguinte foi a preparação para a encarnação, feita através da magnetização das Qualidades Divinas, ou a viagem através das Sete Esferas.

O CORPO CAUSAL DA PRESENÇA

As Presenças Ayam, cada uma no Seu próprio ritmo, empreenderam a longa viagem através das Esferas. Estas Esferas são faixas concêntricas coloridas ao redor do Sol e correspondem às Qualidades dos Sete Raios. Em cada umas destas Esferas as Presenças contataram com Inteligências altamente desenvolvidas que servem nestas Faixas Vibratórias, colorindo aquela respectiva faixa do Corpo Causal.

As Presenças tem o livre-arbítrio para escolher permanecer o tempo que desejarem numa determinada Esfera. A Preferência por uma determinada Esfera particular frequentemente resultará mais tarde (quando encarnado), numa linha de trabalho que se identifica intimamente com as propriedades predominantes nesta Esfera.

Ao fazer o estágio nas 7 Esferas, estabelece-se o Corpo Causal e prepara-se para o próximo passo: a Expressão Crística. O Corpo Causal da Presença vibra na Freqüência de Hélios e Vesta, a Sexta Dimensão.

O Corpo Causal é o receptáculo de todos os Tesouros e Conquistas da Jornada Terrena. Quando é chegado o momento da volta à Casa do Pai, o Corpo Causal deve estar muito maior do que o originalmente magnetizado; uma vez que as Jóias de Luz conquistadas com as boas obras aqui na Terra são acumuladas neste Corpo, como disse Jesus, o Cristo.

As Faixas Concêntricas representam os Atributos Divinos. Para uma maior compreensão, descrevemos abaixo um resumo das Esferas, cores, qualidades e serviço no Planeta.

O SANTO SER CRÍSTICO

Após a Presença Ayam ter viajado através das 7 Esferas e colorido seu Corpo Causal, é feitas a projeção do Corpo Crístico, ou Corpo Mental Superior. Sua função é inspirar e proteger os corpos atômicos. O Santo Ser Crístico vibra na Freqüência dos Anjos, a Quinta Dimensão.

Na estampa está representado pela Imagem do Ascensionado Jesus, o Cristo, porque para nós, ocidentais, ele representou a materialização do princípio Crístico. O Cristo é um estado de consciência e não um ser. Jesus, o Nazareno, representou este princípio para a Humanidade. O Representante Cósmico deste princípio é o Senhor Maitreya. Este é um dos estágios que toda Humanidade deverá passar, na Viagem de volta à Casa do Pai: “Ninguém pode ir ao Pai se não for através de Mim” – ou seja: ninguém poderá elevar-se ao nível da Divina Presença Ayam (ascensionar), sem antes manifestar a Consciência Crística.

O Ser Crístico reside numa posição intermediária entre o Corpo Eletrônico da Presença e os corpos atômicos. Este corpo opera numa freqüência menor, mas jamais incorpora a imperfeição. Ele é incorruptível.

O Ser Crístico é o discriminativo que dirige a inteligência, através da qual a Presença trabalha. Ele guia a personalidade externa. É aquela voz interior, que algumas vezes nos dá lembretes para fazermos certas coisas.

OS QUATRO CORPOS ATÔMICOS

. O Corpo Mental: é o maior corpo em nível de extensão e é o mais sutil dos 4 corpos atômicos. A idéia de que a mente está focalizada somente no cérebro é muito velha. A mente está em todo corpo. As células são inteligências pensantes e a mente está em toda parte. Não existem fronteiras para ela. O cérebro é, sim, o ponto focal. Hoje, mais do que nunca, a Humanidade está impulsionada, pelos fortes ventos aquarianos da transformação, a investigar e descobrir os mecanismos de funcionamento correto deste instrumento fantástico da Inteligência Superior. Inicialmente, ela foi designada para ser o cálice receptivo das Idéias Divinas. Ela molda as idéias em formas funcionais. A mente foi criada para servir de receptáculo tridimensional da Mente Cósmica e não ser o mestre, como tem sido até agora. Nesta Hora Cósmica de Ascensão Coletiva da Humanidade, vive-se uma verdadeira revolução mental. Toda tecnologia usada até agora somente pelos altos iniciados e uma diversidade de técnicas estão sendo entregues à Humanidade como um Instrumento de aceleração deste processo. O Corpo Mental corresponde ao elemento fogo.

. O Corpo Emocional: tem uma forma oval e é composto do elemento água, isto é corresponde ao elemento água. 70% do planeta é água, assim também é no corpo físico do homem. Por ser o maior corpo em densidade é, também, o mais trabalhosos para se equilibrar. Até agora se admitia que, para alguém ter sucesso na vida, era preciso ter um QI elevado. Hoje se admite que seja necessário ter um QE (quoeficiente emocional) também elevado; isto significa: aprimorar as emoções e ter pleno domínio sobre as águas turbulentas e turvas dos sentimentos humanos. As Idéias Divinas, ao serem formatadas pela mente, necessitam do colorido dos Sentimentos Sublimes para serem manifestadas. Nenhuma idéia se manifesta se não for impressa sobre ela o sentimento.

. O Corpo Etérico: é como uma segunda pele. É o corpo das recordações. Nele estão registradas todas as informações desde a primeira encarnação. O acúmulo dos registros é também chamado de Alma. Quando um indivíduo desencarna, ele continua vivendo em seus corpos etérico, emocional e mental. Perde-se somente o corpo físico. O corpo etérico é composto pelo elemento ar.

O corpo etérico é um corpo composto inteiramente de linhas de força e de pontos, sendo que estas linhas de força se cruzam em determinados pontos e, nestes cruzamentos, formam os centros de energia. Em sânscrito, estas linhas de força são chamadas nadis e os centros de força são chamados chakras. Os nadis constituem uma extensa e incompreensível rede de energias e diz-se que o sistema nervoso é uma exteriorização dos nadis.

Onde somente algumas linhas de força se cruzam, se forma um chakra menor. Porém, onde grandes correntes de energia se encontram, como na cabeça, por exemplo, um chakra maior é formado.

– Os 7 Chakras maiores são:

1º . Básico (base da coluna);

2º . Esplênico (osso pubiano);

3º . Plexo Solar (boca do estômago);

4º . Cardíaco (coração);

5º . Laríngeo (garganta);

6º . Frontal (no meio da testa, entre as sobrancelhas

– também chamado de 3º Olho);

7º . Coronário (alto da cabeça).

Cada chakra revigora sua área próxima, tanto no aspecto físico, quanto no sutil. A saúde de um órgão é vista, pelos estudiosos do assunto, como dependente da condição de limpeza e purificação do chakra correspondente.

A correspondência dos chakras no físico são as glândulas:

BÁSICO – Supra-Renais

ESPLÊNICO – Gônadas

PLEXO SOLAR – Pâncreas

CARDÍACO – Timo

LARÍNGE – Tireóide

FRONTAL – Pituitária

CORONÁRIO – Pineal

. O Corpo Físico: proporciona a ancoragem da Chama Trina na Terra. É o instrumento através do qual o homem se expressa tridimensionalmente. Originalmente não era tão denso como o é atualmente. O veículo físico é a expressão mais grosseira da Divindade. É composto de matéria lúcida e inteligente, que precisa apenas ser direcionada pelo Cristo Interno para expressar a Perfeição. A causa de tantas doenças e enfermidades é que o “mestre falso”, chamado ego humano, tem estado no comando, criando caos, confusão e poluindo os mundos atômicos. O corpo físico corresponde ao elemento terra.

O MANTO DE LUZ

O Manto de Luz é uma Atividade da Proteção Divina. Este Manto deve ser invocado consciente e regularmente, para que sua eficiência seja garantida.

À princípio, quando o homem se individualizou na Terra, este Manto era um Canal Natural de Irradiação que envolvia toda a sua aura.

O Manto de Substância Eletrônica é a maior Proteção que um Estudante da Luz pode conquistar. Ele o isola da consciência de massa e o eleva acima das criações humanas. Porém, este Manto precisa ser recriado, alimentado e sustentado através da Invocação e Visualização, caso contrário, sua energia vai se desgastando e Ele se dispersa totalmente, deixando o Estudante da Luz à mercê de suas próprias criações e às dos outros. O Manto deve ser visualizado permanentemente em volta dos corpos e, no início, deve-se proferir o decreto que atrai a energia para sua sustentação, várias vezes ao dia.

O CÍRCULO MÁGICO

O Círculo Mágico e uma das maiores Defesas do Universo. O Círculo Mágico é um anel inquebrantável, uma protetora cintura eletrônica, que pode tornar uma pessoa ou coisa invisível a qualquer ser que esteja numa freqüência vibratória inferior. Poderia se dizer que é um cordão de isolamento que se estabelece em torno de alguém ou de alguma coisa. Assim como o Manto de Luz, o Círculo Mágico também deve ser mantido e sustentado através da Invocação e Visualização. Ele pode e deve ser preenchido com uma Qualidade Divina que se deseja manifestar, como, por exemplo, a Chama Violeta da Libertação Espiritual ou a Chama Branca da Pureza, Ressurreição e Ascensão.

Decreto do Manto de Luz e do Círculo Mágico

Eu Sou, Eu Sou, Eu Sou a Vitoriosa Presença do Onipotente Deus, me envolvendo em meu Chamejante e Brilhante Manto de Luz Branca, mantendo-me invisível e invulnerável a toda criação humana, agora e para sempre.

Eu Sou um Círculo Mágico de Proteção ao meu redor, que é invencível. Repele todo elemento perturbador e todo perigo que tentar penetrar para me prejudicar. Eu Sou a Perfeição em meu mundo, que é auto-sustentada.

Eu Sou preenchendo meu Círculo Mágico com a Chama …

A CHAMA TRINA

A Chama Trina é uma réplica do Corpo Eletrônico ancorada no coração. Ela é a Tríplice Atividade de Deus em cada Corrente de Vida. É representada, simbolicamente, por três plumas flamejantes, nas cores Azul, Amarelo-Dourada e Rosa. Deus sempre se manifesta em Sua Tríplice Atividade. Guardada na câmara secreta do coração humano está a Semente de Deus. Assim como o broto do carvalho contém o modelo perfeito da árvore e o ovo o padrão perfeito de um beija=flor, encerrada na Chama Trina está o Modelo Perfeito da Divindade. A pluma azul representa o Poder/Pai; a pluma amarelo-dourada representa a Sabedoria/Filho; e a pluma rosa representa o Amor/Mãe. Estas Atividades são os Três Aspectos Divinos presentes em todas as coisas. O Perfeito Equilíbrio destas Três Qualidades Divinas é muitas vezes denominado: “O Poder de três vezes três”. Ao acessar as atividades deste Fogo Trino, somos refeitos (renovados) à Imagem e Semelhança de Deus/Pai/Mãe (manifestamos a Consciência Crística). A Chama Trina se desdobra nos 12 Aspectos da Divindade.

A POMBA BRANCA

A Pomba Branca do Espírito Santo que desce do Coração do Pai, está representada acima da Cabeça do Cristo. Quando o indivíduo se reveste da Consciência Crística e passa a viver essa Consciência, como aconteceu com Jesus, o Espírito Santo desce sobre Ele e o Pai – A Presença Eu Sou – pronuncia as palavras: “Este é o Meu Filho Amado, em quem Me comprazo”.

O CORDÃO DE PRATA

Trabalham através da coluna vertebral duas atividades: o arco descendente de energia elétrica, a qual ancora o corpo na superfície da Terra e a potente Corrente Ascendente, a qual permite que nos mantenhamos de pé, eretos e nos locomovermos, ao invés de engatinhar.

Quando a atividade da Vida é mais poderosamente carregada no arco ascendente, chega-se ao ponto em que a força da gravidade não mais nos segura e a Ascensão é possível.

Quando a Energia desce através do Cordão de Prata para alimentar a Chama da Vida, Ela desce pura. A medida que se qualifica essa energia com pensamentos, sentimentos, palavras e ações, Ela passa a ter o selo de quem a emitiu, isto é, o Padrão Eletrônico. O Padrão Eletrônico é uma forma Geométrica Sagrada que representa, simbolicamente, a freqüência vibratória.

– Ex.: O Padrão Eletrônico de Saint Germain é uma Cruz de Malta. Todos os elétrons Dele tem esta forma e desta forma Ele é reconhecido.

Ao se qualificar uma Energia positivamente, a Sua atividade fica impressa no corpo, porque assim diz a Lei:

– “À medida que o indivíduo recebe a Energia, a mesma é selada com a sua Identificação Cósmica e a responsabilidade sobre a atividade daquela energia passa a ser daquele indivíduo, onde quer que Ela vá, um dia terá que retornar para quem a emitiu!”

Ao emitir um pensamento, sentimento, palavra ou ação construtiva, a Energia projetada vai cumprir o seu propósito e, na viagem de retorno, se junta a todas as energias similares que encontra pelo caminho (no Plano Espiritual os idênticos se atraem) e retorna para o seu emissor multiplicada, abençoando-o e indo direto para o Corpo Causal em forma de jóias de luz, ampliando suas faixas concêntricas. Estes são os Tesouros guardados no Céu a que Jesus, O Cristo, se referiu.

Quando qualifica-se mal a energia a atividade é inversa. A energia retorna para quem a emitiu, em cumprimento à Lei do Retorno, e não pode subir para o Corpo Causal, porque a Lei diz que: A Presença (Deus) não aceita um elétron sequer menor que a Perfeição. Se ela não retornar qualificada positivamente, no mínimo tem que retornar pura (neutra). Então, essa energia se acumula ao redor dos corpos atômicos, aguardando o momento de ser transmutada.

Quando a Corrente de Vida escolhe permanecer adormecida e não utilizar os recursos do conhecimento da Lei a seu favor, a acumulação destas energias começa a danificar seus Corpos Sutis, até espocar no físico (doenças e desarmonias). Isto é uma maneira drástica de expurgar essas acumulações.

Durante a era kármica (Era de Peixes) as pessoas, em geral, só tinham duas opções para transmutar e reequilibrar essas energias, que eram: pagando na mesma moeda, isto é, sofrendo o equivalente ao que impôs a outrem em vidas passadas ou através do serviço prestado, como exemplificou muito bem Jesus, o Cristo.

Moisés, durante a Era de Áries, nos trouxe o conceito de Deus/Pai: o olho por olho – dente por dente ou, ainda: aqui se faz, aqui se paga. Jesus, o Cristo, nos trouxe o conceito do Deus/Filho: o mediador, o caminho do serviço amoroso ou, ainda, o equilíbrio ou resgate dos débitos kármicos através da prestação de serviço desinteressado à Vida. Na Era de Aquário, Saint Germain veio iniciar a Humanidade na senda da Alquimia Divina, através do uso consciente da Transformadora Energia do Espírito Santo – o Fogo Violeta. Tem-se agora a oportunidade de experenciar Deus/Mãe no Seu aspecto Misericórdia, Compaixão, Perdão, Transformação, etc… Através da aplicação da Energia Amorosa da Mãe – o Raio Rosa, corrige-se os desatinos do ego e pode-se, através do Amor (Era do Plano Divino) e não mais da dor (era kármica), reequilibrar o uso da energia.

Segundo ditados dos Mestres, quando o homem começou sua experiência terrena, o Cordão de Prata não era apenas um Cordão, mais um Rio de Luz ininterrupto, que fluía sobre o homem. Esse fluxo intenso de Energia o supria de todas as suas necessidades abundantemente. O homem vivia em Comunhão com a Divindade e, portanto, tinha acesso a todas as maravilhas reservadas para ele. Vivia no chamado Paraíso. À medida que começou a fazer mau uso da Energia Divina, o seu crédito energético foi sendo cortado aos poucos, até que ficou somente um filete de Luz necessário a manutenção da Vida na Terra.

Quando o homem escolhe despertar sua consciência e começa a estudar as Leis Superiores, aprende a usar sabiamente a inteligência e os recursos da Lei a seu favor:

– Ex.: É possível canalizar muito mais energia e ampliar a Atividade do Cordão de Prata através da Invocação e Visualização e, com isso, alimentar ritmicamente a Chama da Vida no coração, até que Ela volte à Sua forma original: uma Chama Espontânea, que envolvia o corpo físico completamente.

Inicialmente, éramos uma Chama Espontânea, um Ser de Fogo (Chama), porém, à medida que a mesma deixou de ser alimentada, foi diminuindo até reduzir-se a uma minúscula Chama Trina no coração.

Agora que o conhecimento está disponível, pode-se trabalhar para reconquistar este padrão perdido.

No livro que relata a vinda de Sanat Kumara e a Criação da Cidade-Luz Shamballa, diz-se que a Chama “não alimentada” no coração do homem chegou a um ponto tão crítico, que foi convocada uma reunião Cósmica para decidir o destino dos habitantes da Terra, pois a situação estava insustentável e, se não fosse apresentada nenhuma proposta, o homem teria que passar pela segunda morte, isto é: voltar à substância de Luz Primeva. Nesta reunião estava presente Sanat Kumara, um glorioso e majestoso Ser de Luz do Planeta Vênus.

Sanat Kumara aceitou vir ao Planeta Terra e sustentar a CHAMA DA VIDA nos corações dos homens, até que alguém desenvolvido no próprio Planeta pudesse substituí-lo. Para isso foi construída uma Cidade Santa chamada Shamballa, no deserto de Gobi onde, naquela época (final da Raça Lemuriana), era uma região marítima com uma Ilha. E foi nesta Ilha que Shamballa foi construída, para abrigar o Senhor do Mundo, biblicamente chamado de “O Ancião dos Dias” e a Sua Comitiva.

Em 1956 a Terra já tinha um grande Ser de Luz à altura de assumir o cargo de Senhor do Mundo. Então, Lord Gautama – Buda, assumiu o cargo e Sanat Kumara pode finalmente retornar, triunfalmente, à Sua amada terra natal – Vênus.

* “A VIDA, manifestada em todas as suas atividades, é DEUS em ação e é unicamente pela falta de conhecimento na forma de ajustar o pensamento e sentimento que a Humanidade está constantemente interrompendo a pura fluência dessa PERFEITA ESSÊNCIA de VIDA que, não fosse isso, expressaria naturalmente sua PERFEIÇÃO em toda parte.

A tendência natural da VIDA é AMOR, PAZ, BELEZA, HARMONIA e OPULÊNCIA, porque a VIDA é indiferente quem d’ela faz uso, mas está constantemente movimentando-se para manifestar cada vez mais sua PERFEIÇÃO através do IMPULSO ASCENSIONAL de sempre que lhe é inerente.”

De Saint Germain em “O Livro de Ouro”

Léa Cristina Ximenes
Facilitadora/Conselheira Metafísica
E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Telefone: (13) 3477 9813
Comente e compartilhe!

Anúncios

A Chama Violeta…Uma Explicação   2 comments


A chama violeta é a essência de um dos “sete raios”.
Como um raio de sol passando através de um prisma é refratado nas sete cores do arco-íris, assim também a luz se manifesta nos sete raios.
Cada raio tem uma cor, freqüência e qualidade específica da consciência de Deus.
O raio violeta é conhecido como o sétimo raio. Quando você o invoca, em nome de Deus, ele desce como um raio de energia espiritual, explodindo numa chama espiritual, em seu coração, com as qualidades de misericórdia, perdão, justiça, liberdade e transmutação.

Saint Germain é conhecido como o Senhor do Sétimo Raio. Cada vez que oramos para ele, ele nos envia inúmeras dádivas do Espírito – alegria, diplomacia e criatividade. Ele pode inspirar-nos com as suas inovações na ciência, na literatura, na religião, no governo, na filosofia, na educação, na cura, na alquimia e em outros campos. Por quase setenta anos, Saint Germain

têm-nos preparado para entrar na era de Aquário, na era da paz, da liberdade e da iluminação. Apareceu para Guy Ballard no início de 1930, dando-lhe o primeiro ensinamento sobre a chama violeta.
A atuação da chama violeta se assemelha à do sabão. O sabão limpa a sujeira de nossas roupas pelo uso das cargas negativas e positivas dos átomos. Isso porque cada uma de suas moléculas tem dois lados: um lado que é atraído pela sujeira e um lado que é atraído pela água. O lado que prefere a sujeira atrai a sujeira, como um imã atrai um clipe de papel, arrastando-o para fora d

e sua caixa. O lado que prefere a água fixa-se na água, carregando a sujeira com ela.

Quando invocamos a chama violeta, cria-se uma polaridade entre o núcleo do átomo e o núcleo de fogo branco da chama. O núcleo do átomo, sendo matéria, assume o pólo negativo; o núcleo de fogo branco da chama violeta, sendo esp

írito, assume o pólo positivo.
A interação entre o núcleo do átomo e da luz na chama violeta estabelece uma oscilação. Essa oscilação desaloja as densidades enredadas entre os elétrons que orbitam ao redor do núcleo. Assim que essa substância pesada que sobrecarrega o átomo se solta, é lançada na chama violeta e levada embora.
Mas, diversamente do sabão, a chama violeta não só envolve e remove os escombros; ela os transforma em pura energia de luz. Libertos dos escombros, os elétrons começam a mover-se livremente, elevando, portanto, a nossa vibração e propelindo-nos para um estado mais espiritual de ser.

 

As pessoas percebem uma diferença espiritual e física quando usam a chama violeta. Mas o que realmente acontece quando repetimos as palavras dos decretos de chama violeta?
Posso dar-lhe duas perspectivas a respeito – a perspectiva espiritual como me é revelada pelos Mestres Ascensos e a perspectiva científica, baseada em recentes desenvolvimentos na física e na medicina. Ambas a explanações envolvem o conceito de vibração.
Na física, vibração é a velocidade pela qual algo se move para frente e para trás, ou oscila. Conforme meu entendimento, num nível espiritual, a vibração é também o padrão de rotação dos elétrons conforme eles se movem ao redor do núcleo do átomo. Como veremos, essas definições podem não estar tão distanciadas.

Todos temos quatro corpos que envolvem a nossa alma: (1) o corpo físico, que podemos ver e tocar; (2) o de desejos, ou corpo astral, que contém nossas emoções; (3) o corpo mental, que é a nossa mente consciente; (4) o etérico, ou corpo de memória, que contém as memórias de todas as nossas vidas passadas. A chama violeta atua nesses quatros corpos, pela mudança do padrão de sua vibração.

Saint Germain nos deu o decreto de chama violeta:

“EU SOU um ser de fogo violeta! EU SOU a pureza que Deus deseja!”

Quando você recita esse e outros decretos de chama violeta, a chama violeta permeia cada célula e átomo de seu corpo, penetrando em sua mente, suas emoções, seu subconsciente e sua memória.
O que faz a chama violeta quando permeia os átomos? Os Mestres nos deram a seguinte explicação:

Todos sabemos que os átomos se constituem principalmente de espaços vazios. Se um átomo for do tamanho de uma bola de basquete, seu núcleo seria ainda muito pequeno para nossos olhos poderem enxergar. Entretanto, 99,9 por cento da massa do átomo está concentrada no núcleo, deixando o resto da bola de basquete com espaço vazio, habitado somente pelos elétrons, que pesam muito pouco. Todo aquele espaço entre o núcleo e a borda do átomo é onde a discórdia e as energias negativas podem se fixar.

No nível celular e molecular, essas substâncias parecem como poeira, fuligem, piche ou cimento. Os Mestres têm usado a ilustração de alguém pegando um balde de piche derretido e derramando sobre um barril cheio de mármores. Os espaços entre os mármores ficam grudentos com o piche escorrendo e logo toda a massa se solda.

 

Os Mestres contam-nos que, quando nossos corpos espiritual e físico se tornam obstruídos por energia negativa e pelo carma, diminui a vibração dos elétrons em nossos quatro corpos inferiores. Então começamos a ressonar mais com a negatividade e menos com a pura energia cósmica que vem da nossa Presença Divina e, eventualmente, podemos ficar doentes. Quanto mais substância houver em nossos quatro corpos inferiores, mais baixo o nosso padrão vibracional e mais sobrecarregados nos tornamos. Espiritualmente, esse é o motivo pelo qual as pessoas morrem..

Se você estudou acupuntura e yoga, sabe que a boa saúde vem quando a energia espiritual flui livremente através de nossos corpos. Quando a substância cármica se solidifica, é como se ocorresse o endurecimento de artérias em nossos corpos espirituais. Quando ressonamos com a negatividade, gradualmente nos tornamos nela a não ser que façamos algo para melhorar.
O fogo violeta transmuta qualquer coisa negativa onde quer que esteja alojada, no seu ser físico ou espiritual. Isso inclui tudo, desde as sementes do ódio a si próprio até o vírus físico. Quando a chama violeta atua, passa através dos espaços obstruídos entre os elétrons e o núcleo. Ela ejeta essas partículas de substância densa de seu corpo e as dissolve. Esse processo transmuta a energia negativa em energia positiva, restaurando a sua pureza inata.

Elizabeth Clare Prophet

Léa Cristina Ximenes
Terapeuta Holística Universalista

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Telefone: (13) 3477 9813

Comente e compartilhe!

Dissemine as Luz!