Arquivo para a Tag ‘energia

Reconectando-se com a Energia Divina do Dinheiro   Leave a comment

dinheiro-marketing

Tem chamado a minha atenção de que muitas vezes os trabalhadores da luz ou as pessoas que estão em sua jornada evolutiva parecem não ter dinheiro suficiente. Parece que elas tem dificuldade para atrair dinheiro em suas vidas.

Obviamente não é todo mundo que é assim, mas tem sido um padrão bastante forte entre curandeiros, videntes, e até trabalhadores da ascensão. Eu não vou me ater aqui sobre o porquê disso, porque basicamente, isso não é importante. No entanto, eu quero salientar que você vai ter que trabalhar os seus próprios bloqueios pessoais que estão criando este problema em particular na sua vida, O exercício que vamos fazer depois vai permitir que você identifique qual é o seu problema particular, corrigi-lo e curá-lo. Depois de aprender este exercício, que você você vai precisar fazê-lo uma vez ou duas vezes por dia, de preferência depois de ter feito a sua meditação.

A coisa mais importante sobre o dinheiro, é que você precisa entender é que ele é um ser de energia, que está vivo. Pense nele como um Elemental muito poderoso, um Elemental muito importante. Eu diria que provavelmente é o Elemental mais importante na sua vida hoje.

Isso é por causa da natureza do mundo em que estamos vivendo! Especialmente se você está vivendo em um país ocidental, onde você precisa ter dinheiro para sobreviver.

dinheirochuva

O dinheiro permite que você faça as coisas mais básicas, como beber água fresca, ter um lugar para viver, ter roupas em seu corpo, ser capaz de se expressar criativamente. Comer todos os dias. As coisas mais básicas da vida nos chegam em troca por dinheiro, por isso, é extremamente importante.

 Outro aspecto de dinheiro que eu gostaria que você entendesse é que o dinheiro não é mau. Algumas pessoas vão usar o dinheiro de uma forma negativa, mas o dinheiro em si não tem nada negativo. Depois de identificar e entrar em contato com a energia do dinheiro, você vai perceber isso por si mesmo. Não há absolutamente nada de negativo no dinheiro. É abrangente, é criativo, é carinhoso. É quente, é lindo. E eu quero que você seja capaz de experimentar isso.

Exercício:

 Para este exercício você vai precisar de algum dinheiro para segurar. Notas são melhores do que moedas, mas se você não tem nenhuma no momento, a moeda vai servir. Mas da próxima vez, tente ter uma nota, e quanto maior a nota, melhor.

durer-maos_em_preceColoque a nota entre as palmas de suas mãos, descansando-as suavemente na sua frente . Vai parecer um pouco como se estivesse rezando, com suas mãos descansando na sua frente, ficando de maneira tranquila e confortável.

É muito importante, que enquanto você estiver fazendo este exercício, que você não peça coisas. Tenho notado que há uma tendência que quando se está entrando em contato com o dinheiro ou quando se sente que se está entrando em contato com o dinheiro, se comece a pedir coisas. Você sabe, ‘Oh, eu quero um carro novo, eu quero um novo emprego, eu quero dinheiro para a comida, quero isso ou aquilo’ – você sabe, como é, não faça isso.

Pense nisso como quando você vai conhecer e fazer um novo amigo, e quando você faz um amigo novo, você não vai começar pedindo coisas para ele.

O que vamos fazer, é primeiro familiarizar-nos com a energia do dinheiro. E então nós vamos permitir que ele se expresse em nosso campo de energia. Isso é tudo o que vamos fazer agora. Então segure o dinheiro entre as palmas das mãos e limpe sua mente.

Em seguida, vamos sentir a nota. dinheiroimages (1)Apenas sinta. Sinta-a entre as palmas das mãos. Permita que ela esteja lá.

Logo você vai começar a senti-la quente. Há um calor encantador vindo dela. Essa é a primeira impressão que você identifica no dinheiro. É quente.

Eu quero que você diga ‘oi’ e diga-lhe que você permite que ele se expresse para você. E depois é só ouvir. Aquiete sua mente e ouça. Veja as imagens que surgem, ou pensamentos quem vêm à sua mente e permita que isso aconteça.

A primeira vez que eu fiz isso, me veio uma imagem de minha mãe arrancando uma nota da minha mão, para longe da minha boca, me levando para o banheiro para lavar a minha boca, me dizendo o quão sujo o dinheiro era e que eu nunca deveria colocar dinheiro na minha boca e que eu deveria sempre lavar as mãos depois de tocar em dinheiro. Obviamente que isso me chocou, e causou um enorme bloqueio, eu não poderia permitir que o dinheiro entrasse em minha vida, você sabe, eu não poderia permitir que o dinheiro me tocasse, era sujo.

Eu fiquei realmente muito surpresa quando vi essa imagem, quer dizer, eu tinha esquecido completamente sobre isso. Então eu agradeci, e a liberei.

E se você está recebendo qualquer tipo de feedback negativo com este exercício, tudo que você tem a fazer é – apenas pense na imagem, nos sentimentos, nos bloqueios, e liberte-os. Eles estão aflorando agora, para que você possa liberá-los.

Levei algumas semanas para trabalhar vários bloqueios, e finalmente, eu fui capaz de apenas ficar sentada permitindo que o dinheiro possa se expressar em mim.

dinheiro-internetzA próxima etapa é aceitá-lo em seu campo de energia. Seu campo de energia é a sua vida, é você. É o seu corpo, é os seus pensamentos, suas emoções, sua realidade.

Então, quando você tem um feedback bom e positivo do dinheiro, você está permitindo que ele se expresse em você total e completamente, eu quero que você peça a ele que entre em sua vida, que entre em seu campo de energia.

E eu posso dizer-lhe que ele estará extremamente feliz em fazê-lo, porque não há nada que o dinheiro goste mais do que se expressar abundantemente em sua vida.

Essa é a única maneira que ele pode expressar-se – ser abundante, estar em todos os aspectos de sua vida.

Então, para traduzir isso em na prática, é, basicamente você deixar a nota entre suas mãos se aquecendo.

Permita que ela fique quente, muito quente mesmo. E você vai permitir que o calor aumente, te envolvendo inteiramente. Para que sua energia entre em sua vida, em seu fluxo vital, de maneira amorosa.

A presença que você vai descobrir, é extremamente semelhante à da Mãe Terra, porque eles são a mesma coisa. Receba-o, abraçe-o.

Agora permita que e experiência se complete.

Quando terminar, diga obrigado para ao Elemental do dinheiro por se expressar plenamente em você. Abra os olhos, se eles estavam fechados, e coloque a nota de lado. Lembre-se, você deve fazer este exercício pelo menos uma vez por dia.

E não se esqueça de voltar para  e relatar seus resultados.

Eu vou adorar saber de você.

Inelia Benz.

Léa Cristina Ximenesbaútesouro

Facilitadora/Consultora Metafísica

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com

Skype: lea.seraphisbey

Fone: (13) 3477 98113

O Que É Um Japamala?   1 comment

“Japa” é uma palavra em sânscrito que vem da raiz verbal “jap”, que significa “murmurar, sussurrar”.

“Japa” é a prática feita pelos yogis na repetição em tom de murmúrio de mantras, de passagens das escrituras, ou do nome de uma divindade.

A repetição destes mantras, o “Japa”, é uma “corrente”, um “cordão de energia”.

Mala é uma palavra de vários significados em sânscrito, porém neste caso, ela quer dizer, apenas, “cordão de contas”.

Temos então duas correntes, uma espiritual, “Japa” e outra material, “Mala”. Assim, as energias espirituais invocadas “Japa”, energizam o “Mala”.

Geralmente, o “mala”, utilizado para o “japa”, “murmurar”, contém 108 contas.

Um Mala pode conter contas que também formam divisões de 108, de modo que o mesmo cálculo possa ser mantido.

Chegar ao “Meru”, a conta central no mala, mostra que você fez o seu “japa” por 108 vezes. Completar o circuito de 108 mantras é um passo a mais no caminho da elevação espiritual. Cada Volta realizada no “Mala”, é um degrau na escada para a união com o éter divino.

Um “mala” estimula seu usuário a fazer os “japas” diariamente.

POR QUE USAR UM MALA ?

O Mala é utilizado para contar mantras em grupos de 108 repetições.

A palavra mantra vem do sânscrito, “man” que significa “mente” ou “pensamento” e “tra” significa “proteger” “socorrer”. Assim, mantra quer dizer : proteger nossas mentes de maus pensamentos.

Os mantras são um meio de comunicação espiritual das religiões hindu e budista. Um mantra sagrado é normalmente entoado em sânscrito. Quem entoa mantras busca a intercessão espiritual. Uma forma de orar repetidamente, a fim de magnetizar as energias de uma determinada divindade.

O mantra essencial é a sílaba sagrada OM, que significa Ômega.
Ômega é a energia feminina da Mãe Divina. Quando entoamos o OM, estamos manifestando a vontade de trazer para a matéria, a energia da palavra ou frase seguinte.
Por exemplo: OM VISHNU OM, Significa que estamos dizendo que queremos a intercessão de Vishnu em nossas vidas.
Vishnu é responsável pela instrução e compreensão dos mistérios da vida, dizer seu nome somado a um OM, traz sabedoria para quem o faz. OM SHIVA OM, traz o poder purificador e protetor de Shiva para quem o entoar.

Praticamente todas as religiões entoam alguma forma de oração para a comunhão espiritual com seres mais elevados.

Mantra é formado por palavras em sânscrito com poderes para elevar a consciência, promover a cura, solucionar problemas, conseguir proteção e direção espiritual, manifestar desejos e muito mais.

Entoar mantras é uma forma de meditação. Uma pessoa entoa mantras repetidas vezes, em murmúrio ou em alto tom. A mente focaliza-se no conteúdo do mantra e os pensamentos tornam-se positivos e poderosos, a respiração deve ser lenta e profunda.

USANDO UM MALA

Segurando o seu cordão de contas, o “Japa Mala”, na mão direita, deixe que ele escorregar sobre o dedo do meio (o dedo do céu, o dedo mais longo). O dedo indicador não deve tocar as contas, ficando estendido durante todo o período da entoação dos mantras, o “japa”.

Comece sempre pela conta seguinte à grande conta, o “meru”, que significa “montanha”, e não deve ser contado, nem tocado pelo dedo do polegar, o Meru é apenas o ponto inicial e final da contagem das contas.

Puxe as contas de seu Mala sempre em sua direção, uma a uma, entre seu dedo polegar e o dedo do meio, usando seu polegar para “contar” e puxar cada conta, puxando levemente, enquanto recita o mantra escolhido, e movendo para a próxima conta, até completar a série de 108 contas de seu mala, entoando seu mantra escolhido, por 108 vezes seguidas, ou mais.

Uma conta é puxada por cada repetição do mantra.

O polegar representa seu chakra da garganta e o dedo do meio representa o éter divino no chakra do coração. Assim, como estamos nos comunicando com seres elevados do plano etéreo, este mudra aumentará nosso poder de comunicação espiritual.

Mantenha a mente firme prestando a atenção em sua respiração, nas contas e em seu mantra.

Enquanto puxa uma conta, inale, entoe o mantra “OM NAMAH SHIVAYA”, enquanto exala. Um Mala foi feito para ser utilizado em harmonia e com muita calma e firmeza em suas palavras.

Uma vez que você alcance o Meru, caso queira continuar mais 108 vezes, não o ultrapasse. O Meru é a conta estática do Mala.

Vire as contas ao redor e continue na direção inversa. Isto se faz necessário por que quando puxamos as contas ganhamos um espaço entre elas, assim juntamos as contas que ficaram para trás, se formos em frente pelo caminho que começamos, encontraremos as contas muito juntas do outro lado do Meru, e o polegar não poderá fazer o “mudra da riqueza espiritual”, que toca estes dois dedos a cada puxada.

O Japa Malas pode ajudá-lo a tirar a tensão, a ansiedade, o medo e levará você a atingir níveis mais altos de consciência e realização espiritual.

A utilização de Japa Malas aumenta a felicidade e a capacidade de meditação. As contas de Japa dão mais foco e maior determinação a quem às utiliza.

Um mala pode ser um colar ou uma pulseira. A pulseira deve ter 27 contas, que precisarão ser contadas por 4 vezes para completar 108.

O PODER DE UM MALA

Seu Mala pode ser imantado com o poder de “Japa”de seu mantra, para isso você precisará praticar todos os dias, por pelo menos 40 dias seguidos. Após 108 dias o mala ficará carregado da energia do poder do mantra entoado/ murmurado/ meditado, e você poderá colocá-lo ligeiramente sobre si ou em outros, para transmitir a energia do mantra, armazenada na mandala de luz, formada em seu Mala.

O ideal seria utilizar um Mala para cada mantra. Quando utilizar o seu mala com um novo mantra, a energia do novo mantra começará a substituir a energia do mantra anterior, então é recomendado usar um novo mala com cada mantra, se possível, é claro.

Outra boa idéia é ter um Mala para cada raio. Cada um dos sete principais chakras carrega as energias de uma das sete principais consciências de Deus.

Quando não estiver utilizando seu mala, guarde-o em um lugar limpo e sagrado. O melhor lugar para guarda-lo é sobre um altar pessoal ou sobre uma estatueta sagrada de uma divindade.

O mala é utilizado para que uma pessoa possa pensar sobre o significado do mantra e de suas palavras enquanto entoa, sem ter a necessidade de ficar contando as vezes que entoa.

UMA TRADIÇÃO EM VÁRIAS RELIGIÕES

Os maometanos também têm um “mala” que se chama “tasbi”, eles mantém nas mãos enquanto repetem suas orações. Rolam as contas entre os dedos enquanto repetem o nome de Allah.

Os cristãos têm seu “terço” nas mãos, enquanto fazem suas orações diárias. Conta-se que a palavra “rosário”, que tem semelhanças óbvias ao mala, veio do tradicional “Japa Mala” hindu. Quando exploradores romanos vieram na Índia e conheceram o mala, eles ouviram ” jap mala” em vez de “japa Mala”. “Jap” significa “rosa” e um mala então, foi levado ao Império romano como “rosarium”. O rosário possui 50 contas separadas de dez em dez por outra de maior tamanho, e seus extremos se unem em uma cruz. Totalizando 54 contas (a metade do rosário oriental de 108 contas).

Os Hindus, quando decidem fazer um mantra por mais de 108 vezes, colocam um grão de arroz para cada 108 vezes, dentro de uma tigela. Toda vez que chegam ao Meru, tiram um grão de arroz da tigela.

No Budismo Tibetano, é comum a utilização de malas maiores, por exemplo de 111 contas. Eles contam um mala como 100 contas e 11 extras para compensar possíveis erros cometidos pelo caminho.

No Budismo, a utilização do Mala pode ser feita com qualquer uma das mãos e os dedos também podem ser outros, dependendo da vontade de cada um. o que conta mesmo é a repetição dos mantras.

A tradição islâmica, trabalha com um rosário de 99 contas. O rosário se divide em três séries de 33 contas, cada uma delas representa um mundo. Conta-se que a conta faltante para completar a centésima, só se encontra no Paraíso.

Uma grande variedade de materiais são usados para fazer contas de mala. Na tradição budista tibetana indicam o uso de osso (animal, a maioria comumente de boi) ou às vezes humano, os ossos de Lamas falecidos, são de grande valor.

MALA DE OSSOS HUMANOS SAGRADOS DO NEPAL

Mala Sagrado feito com 108 finas contas de ossos de crânio humano do Nepal. Estes são ossos de crânio de budista praticantes que já fizeram a passagem. Seu preço é elevado devido a sua raridade. O propósito deste Mala de Ossos é orar, recitar mantras e meditar em cortar o egoísmo, apegos fortes e cultivar uma consciência livre.

Outros usam madeira ou sementes da árvore Bodhi. Pedras semi-preciosas tal como coralina e ametista podem ser usados, também. O material muito utilizado é madeira de sândalo.

O SIGNIFICADO DO NUMERO 108 (Extraído do livro:”Razão de Viver”)

Entre os místicos é muito conhecido o extraordinário resultado de repetir um mantra, oração ou comando de luz, cento e oito vezes.

Cento e oito é o resultado de nove vezes o número doze.

O poder dos nove ou novena é prática antiga da religião católica. Porém, qual é a explicação deste poder?

Três é o poder da Chama Trina, ancorada no coração dos filhos e filhas de Deus.

É a chama do Poder, da Sabedoria e do Amor de Deus manifestando-se no homem; a trindade do Pai, do Filho, e do Espírito Santo.

Multiplicando o poder da chama da Trindade no coração, pelo poder da origem desta Chama Trina, no coração da Poderosa Presença do EU SOU individualizada, encontramos o resultado de três vezes três, o poder do numero nove. O numero do Espírito Santo.

Isto ocorre quando confirmamos a vontade de Deus na Terra, assim como Ele afirma no Céu. Assim, nove é o número da manifestação do plano divino. Não é de se admirar que as mulheres tenham seus filhos aos nove meses de gestação.

E o número doze? Vejamos: doze foram os apóstolos de Jesus.

Doze são os meses do ano e também doze são as legiões de anjos. Jesus disse a Pilatos: – “Você pensa que eu não posso chamar meu Pai e Ele mandaria imediatamente doze legiões de anjos para me salvar?”.

O relógio marca doze horas. O chakra do coração tem doze pétalas significando doze vibrações únicas que são como doze chaves para as doze portas da cidade celestial. Doze são os signos do zodíaco.

Existem doze hierarquias celestiais, cada uma referente a um signo zodiacal. Elas carregam, mantêm e seguram à disposição da humanidade, as doze virtudes de Deus que são: poder, amor, mestria, controle, obediência, sabedoria, harmonia, gratidão, justiça, realidade, visão e vitória divina.

Doze são os raios de Deus, sendo sete conhecidos e cinco raios secretos. Temos doze chakras, sendo também cinco secretos. Doze são os frutos da Árvore da Vida.

Assim, grande é o poder dos 108, pois ele representa a multiplicação dos poderes de nove por doze (9 x 12 = 108). Isto é a confirmação da vontade de Deus nos 12 raios da consciência divina manifestados na Terra.

Léa Cristina Ximenes
Terapeuta Facilitadora Universalista

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Telefone: (13) 3477 9813

Participe e compartilhe!

Fonte: Copyright © Grande Fraternidade Branca

Publicado 21/02/2011 por leoacristica em Consciência

Etiquetado com , , , , , , , ,

Reiki…A Energia de Amor   Leave a comment

Atualmente conhecimentos antigos de civilizações e culturas que em sua maioria já se extinguiu estão sendo resgatados e reavaliados à luz de uma nova mentalidade que chamamos de Nova Era. Após um período em que a humanidade se afundou numa busca alucinada pelos bens materiais, se agarrando em falsos valores e relegando o próprio Ser a uma posição secundária em nossas vidas, nos deparamos agora, com uma volta ao conhecimento dos antigos, onde o que vale é “Ser” Humano em sua plenitude. A paz, o bem-estar e a prosperidade de equilíbrio.
É claro que os bens materiais estão inclusos neste equilíbrio, pois é natural desejarmos usufruir do melhor que o mundo e a criatividade humana possam nos proporcionar. O que não podemos é violentar nossa essência esquecendo que não somos aquilo que pensamos ter, e sim aquela parte nua que tentamos a todo custo vestir com falsos valores, falsas crenças, numa artificialidade que não pode nos nutrir e que nos afasta cada vez mais de nós mesmos, causando-nos um desconforto que não sabemos de onde vem, mas que sentimos soar muito forte em nossa alma. No ultimo século a humanidade correu atrás do desenvolvimento tecnológico, e parece que no meio dessa corrida esquecemos a própria humanidade, esquecemos o Ser.

O progresso é necessário e benéfico, desde que sirva ao homem e não se sirva dele. Hoje em dia temos muita tecnologia, porém ainda não a revertemos em bem estar para todos. Pelo contrario, parece que o próprio conhecimento tem servido como mais um instrumento de separação e distanciamento em que poucos privilegiados usufruem seus benefícios.

Talvez essa busca pelos conhecimentos antigos reacenda em nossos corações a noção de integração que é a base filosófica dos métodos e técnicas de harmonização e equilíbrio que vem da antiguidade, inserindo em nossa mentalidade racional/ocidental um pouco mais de solidariedade, de compaixão e integração, permitindo assim que aquela pequenina fagulha de amor que pulsa no peito de cada um possa se expandir e brilhar, preenchendo cada ser com o fulgor da criação. Então veremos que somos UNOS e que não podemos criar ilhas de felicidade, mas que somos um oceano e que o bem-estar de cada um é uma gota de água enchendo este oceano, onde todos possam se banhar.

Cuidar de nós é cuidar de encher este mar, e o REIKI é uma parte deste conhecimento que visa o bem-estar e os cuidados com o ser de maneira integral. Podemos aprender a técnica ou recebê-la, o importante é estarmos conscientes do porque o estamos fazendo. Mas se você esta lendo esta apresentação, certamente é porque ela ressoa em você de algum modo que só o Universo poderá responder. Esta simples exposição talvez possa te ajudar em seu caminho através da explanação da técnica REIKI. Quem sabe?

A ENERGIA VITAL

Em termos gerais, energia é uma força que gera movimento. Ela pode ativar motores, como a energia combustível, aquecer como a luz elétrica, explodir como a energia nuclear, iluminar como a energia Divina e aconchegar como a energia da mãe. Também pode semear, iluminar, ativar e abraçar a própria vida: esta é a Energia Vital. É ela que mantém as funções do corpo, o bem-estar pessoal, o ambiente benfazejo, balança os mares e agita os ventos, pois permeia toda a Terra, todo o Universo, animando a centelha de vida em todo o ser, seja uma ameba, o ser humano ou o próprio planeta.

Todas as coisas são energia. A matéria é energia condensada. Energia se apresenta de diferentes modos, manifestada ou não. Ordinariamente, só uma pequena parte da nossa energia está em atividade manifesta; então se cria um conflito entre a energia ativada e a não ativada, gerando desarmonia e angustia. Isso é o conflito entre o consciente e o inconsciente.

Devemos nos lembrar, que energia é energia, não existe energia má, o que existe é energia bem ou mal qualificada. O Reiki como uma das manifestações da Nova Era de Aquário, vem nos auxiliar no realinhamento de todas as energias presentes, passadas, futuras e simultâneas, equilibrando e possibilitando a cura, seja do que for, na raiz do problema. É o sopro de vida que emana de Deus ao alcance de todos, independente de religião, classe social ou formação acadêmica, sem discriminação, Universal.

REI e KI

REI: é a Sabedoria Universal, a Origem. Deus/Deusa, o Criador, Aquele Que É, a Chama, o Buda, o Cristo, a Ordem Natural, o Sopro de vida, Brahnma, Odim, Tupã, o Tão. É a inteligência natural, harmônica e essêncial que sustenta a Energia Vital.

KI: é a Energia Vital, é a força propulsora da vida. Sem ela morremos. Os japoneses chamam esta energia de Ki, os hindus chamam de Prana, os chineses de Chi, os egípcios chamam de Ka, os gregos Pneuma, os judeus de Nefesh, os kahunas de Mana, os russos de Bioenergia e os cristãos de Espírito Santo. Diferentes culturas em diferentes épocas criaram diversos métodos de captação e aplicação dessa energia, como a acupuntura, o pranayama, o estudo do Torá, o passe magnético, o jurei, a benção cristã e a pajelança dos xamãs.

O Reiki é um método que permite canalizar e transmitir esta energia através das mãos, equilibrando e harmonizando o Ser nos níveis fisico, mental, emocional e espiritual.
O Reiki visa a cura integral. Através dele podemos tratar as desarmonias desses quatro corpos inferiores (físico, etérico, emocional e mental).

Atuando sobre nossos centros energéticos (chakras), sobre a nossa malha magnética (os meridianos que envolvem o corpo físico) e na aura, (o campo de energia que nos protege), a energia Reiki equilibra e restabelece a circulação da força vital, corrige os desvios nos padrões mentais do inconsciente, ativa o poder do restabelecimento do corpo físico através das glândulas endócrinas e dos órgãos e, nos reconecta com o Espírito Universal.

Curar-se é conhecer-se, aceitando nossas imperfeições e nos perdoando, valorizando nossas qualidades e fazendo um bom uso delas. Este é o sentido holístico da cura. É a cura integral. A manifestação física de uma doença é apenas o resultado de desequilíbrios físicos, mentais e emocionais, conscientes ou não, que precisam ser trabalhados e compreendidos. Através do Reiki podemos ativar nosso poder de cura e receber a ajuda que precisamos para corrigir esses desequilíbrios.

A energia Reiki age sobre nossos sistemas nervoso, endócrino, linfático, digestivo, sangüíneo, respiratório, reprodutor, energético, celular, molecular, atômico, espiritual, emocional, psicológico, etc, equilibrando tudo que possa e precise ser curado. Não é possível prever com certeza o que ocorrerá durante uma sessão; às vezes podemos presenciar verdadeiros milagres. Isto está além do alcance do terapeuta, é uma prerrogativa do Universo, de Deus, da Fonte de onde tudo emana.

O agente de cura pode orientar e garantir que o Reiki beneficia qualquer um que o pratique ou que o receba, mas não pode prometer que uma sessão de Reiki curará uma doença em particular ou que tenha qualquer outro resultado específico. O poder de curar-se é próprio de cada um. A orientação de um bom terapeuta visa levar a pessoa a conhecer-se e ensiná-la a fazer uso deste poder em seu próprio beneficio, facilitar à essa pessoa, uma visão dela mesma.

O PODER DAS MÃOS

A cura é um dom natural em todos nós.Todos nós podemos curar mas, não acreditamos nisso. Passamos toda a nossa vida ouvindo as pessoas mais próximas nos dizendo, que o dom da cura é para poucos “iluminados” que, nascem com essa missão e blá, blá, blá, blá.
Isso é uma mentira manipuladora, para nos tirar a atenção de nossos potenciais Divinos. E, nós somos Divinos.

As mãos, não têm como único objetivo, o uso “comum” que fazemos delas. Todos nós já passamos pela experiência de, após uma topada, uma batida, um esfolado ou até mesmo um corte, levarmos as mãos intuitivamente ao local afetado e, a dor diminuir, quando não passa totalmente. Já presenciamos o carinho da mãe em seus filhos machucados que, param de chorar e dizem que sarou.
Nossas mãos são poderosos condutores de energia, devido a existência de um chakra nas palmas (Palmares). No toque, se produz uma ponte energética que conduz a energia vital, restaurando a malha magnética de nossos corpos, promovendo a cura. Isso acontece com ou sem a nossa consciência.

A técnica de imposição de mãos é uma ação intuitiva que os seres humanos praticam pois, na nossa memória celular detemos esse conhecimento, de como restaurar e curar nosso corpo.
Nossas mãos são veículos de energia vital e os nossos dedos funcionam como poderosas antenas receptoras e transmissoras.
Quando a pessoa é iniciada em Reiki, obedecendo os padrões Crísticos de amor, as mãos se tornam poderosos instrumentos de cura. Quando tocamos uma pessoa, estamos entrando em seu campo de energia, podendo sentir sua vibração e, identificar possíveis bloqueios e energias intrusas.

Quando usamos a imposição de mãos somada aos Símbolos Sagrados, observamos que se inicia um processo de limpeza no mental, no emocional e no físico. Isso se chama equilíbrio, alinhamento, é o inicio da cura e, todos nós podemos fazer em nós mesmos, nos outros e no planeta que, nesse momento, está precisando tanto da nossa contribuição.

Venha descobrir seu potencial de cura, se dê uma oportunidade, de fazer alguma coisa real por você, pelo próximo e pelo planeta, nesse momento tão crucial de mudanças.

A Energia Reiki é um maravilhoso presente de Deus para a humanidade!

DIGA QUE SIM e, se dê como presente essa linda ferramenta de Amor!

 

Leia sobre: Curso de Reiki l e ll On-line com Introdução a Cura Quântica Estelar

 

Léa Cristina Ximenes
Terapeuta Facilitadora Universalista

Email: ximenes.andrade@gmail.com
Telefone: (13) 3477 9813
Skype: lea.seraphisbey

Comente e compartilhe!
Seja um divulgador da Luz!

Publicado 16/01/2011 por leoacristica em Reiki

Etiquetado com , , , , , , , ,

Atendimento On-Line com Reiki   1 comment

Os Benefícios de Reiki

REIKI é Energia Vital Universal. Atua nos corpos físico, emocional, mental e
espiritual daquele que a recebe, acionando o seu poder de auto-cura,
promovendo harmonização e desbloqueios.
No plano físico, funciona como uma terapia complementar que tem surpreendido
os médicos pela forma como atua, reduzindo efeitos colaterais de tratamentos,
tais como quimioterapia e radioterapia e encurtando o tempo de recuperação da
pessoa tratada. Seus resultados são animadores nos casos de cirurgia,
preparando o indivíduo para o ato cirúrgico e contribuindo para o sucesso
pós-operatório. É excelente em casos de traumatismos físicos, como fraturas,
entorses, luxações, queimaduras e muito mais…
Nos planos emocional e mental, atua dissolvendo padrões limitantes de
pensamento que dificultam o crescimento pessoal, harmonizando aquele que a
recebe para viver uma vida plena, mais consciente de si mesmo, ampliando a sua
capacidade de aprender com a vida e tomar decisões. Os resultados de sua ação
são excelentes em casos, tais como : síndrome do pânico, depressão, vícios,
stress, ansiedade, traumas emocionais, etc.
No plano espiritual, abre o coração para o outro, tornando a pessoa mais
consciente de sua unidade com todos os seres vivos, mais participativa, mais
solidária , mais compassiva e sobretudo, mais consciente de sua verdadeira
identidade de ser essencialmente divino.
O tratamento com Reiki não é um tratamento alternativo, mas complementa, com
sucesso, qualquer outro tipo de atendimento clínico que a pessoa esteja
recebendo, não tendo contra-indicações.

O atendimento personalizado é feito através do skype evitando assim que a pessoa tenha que se locomover e seja atendida no conforto de seu lar, por essa facilidade, todos podem ser atendidos, morando no Brasil ou não. Entre em contato, agende dia e horário para uma anamnése.

Veja o curso de Reiki on-line em: https://leoacristica.wordpress.com/2011/01/16/curso-de-reiki-l-e-ll-on-line-com-introducao-a-cura-quantica-estelar/

E sobre a Energia Reiki em:https://leoacristica.wordpress.com/2011/01/16/460/

Léa Cristina Ximenes
Facilitadora Universalista

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Telefone: (13) 3477 9813

Comente e compartilhe!