Arquivo da categoria ‘chakras

Selamento dos Chakras – Arcanjo Gabriel   Leave a comment

Gabriel disse que o fluxo contínuo da energia que se move como um rio de luz por seus chakras permanecerá são e alegre. Porém, se você não tem luz fluindo através de seus chakras e seus quatros corpos inferiores, então virão a degeneração, a deterioração, a depressão e a doença.

Sabemos como nos sentimos quando todos estão alegres e chega alguém de mau humor ou que está abatido e não tem nada de positivo para dizer, De repente, nosso pequeno sorriso se fecha e nos sentimos taciturnos. O Arcanjo Gabriel diz que nesse momento é preciso invocar o tubo de luz, recitar os mantras à chama violeta e fechar os chacras com este exercício. Gabriel nos disse: “Isto é algo que você pode fazer várias vezes ao dia, especialmente quando se sentir esgotado por ter estado em meio à multidão.”

 

 

1. CHAKRA DO CORAÇÃO E CHAKRA DA CÂMARA SECRETA DO CORAÇÃO

Ponha a mão esquerda sobre o chakra do coração, no centro do peito. Durante toda a meditação, a mão esquerda deverá permanecer ali. Agora ponha a direita por sobre a esquerda.

Visualize no centro da cavidade peitoral um disco de fogo branco do tamanho de um prato. Gabriel disse que este disco branco é um “eletrodo de energia”. Visualize-se trazendo esse disco branco para fora da câmara secreta de seu coração com sua mão direita. Sinta sua palma extraindo esta luz branca que irá usar para alimentar os chakras,

Mantendo suas mãos sobre o chakra do coração, concentre seu amor no coração. Sinta a intensificação do fogo divino em seu coração. Visualize-o como fogo branco que se colore de rosa, a cor do amor, a cor do chakra do coração.

 

 

2. CHAKRA DA COROA

Agora, deixando a mão esquerda sobre o chakra do coração, ponha a mão direita a uns três ou quatros centímetros sobre o chakra da coroa. Com a mão esquerda está retirando a energia do coração e com a direita está pondo esta energia no chakra da coroa.

A energia que alimenta seu coração chega a ele por aquele canal puro de luz cristalina, o cordão de cristal que desce do coração da sua Presença do Eu Sou. A energia entra pelo chakra do coração, chega ao coração e dali você a retira. Não mova a mão esquerda; sinta como a palma extrai a energia do coração. A direita está sobre o chakra da coroa.

Agora feche os olhos e visualize o disco brilhante sobre a coroa. É um disco de luz carregando seu chakra. Você pode mover a mão sobre a coroa com um leve movimento de rotação no sentido horário.

Visualize o disco branco com um intenso fogo branco tão brilhante como o brilho do sol sobre neve recém-caída. É uma luz branca que chega a cegar de tanta energia. Está carregando o chacra da coroa. Quando faço isto, sinto que a luz produz um formigamento no chakra.

Neste momento, você esta transmitindo o fogo branco ao chakra da coroa. Está usando os chakras das palmas das mãos, que chamamos secundários, para transferir o fogo de Deus.

Para ativar o fluxo da luz, continue movendo a mão com um movimento de rotação no sentido horário.

 

 

3.CHAKRA DO TERCEIRO OLHO

Quando sentir que realizou este contato, e que é suficientemente intenso, leve sua mão direita – sem mexer a esquerda – a uns dois centímetros acima do terceiro olho, que está situado entre as sobrancelhas. Visualize sobre o terceiro olho o disco de fogo branco girando. Gire sua mão no sentido horário e sinta como a energia ativa seu terceiro olho.

Algumas pessoas sentem um formigamento no terceiro olho e por toda a cabeça. Sua postura diante desta luz tem de ser receptiva. Receba a luz. Abra seu coração à luz, abra sua coroa, seu terceiro olho.

 

 

4.CHAKRA DA GARGANTA

Quanto sentir que energizou o terceiro olho ao máximo, está pronto para colocar a mão direita sobre o chakra da garganta e repetir o mesmo processo.

Visualize o disco de luz, luz branca e resplandecente, na base do pescoço, ativando as tireóides, o timo. Veja como o disco gira.Sinta como o fogo ativa este centro de poder. Se sentir um formigamento ao baixar da coroa ao terceiro olho, passando pelo ouvido interno e pelo pescoço então neste momento sentirá este mesmo formigamento na base do pescoço.

 

 

5. CHAKRA DO CORAÇÃO

Quando tiver energizado o chakra da garganta, situe sua mão direita a uns dois centímetros sobre o chakra do coração, sem mover a esquerda de seu lugar. A esquerda está extraindo a energia e a distribuindo para a direita. Faça girar a mão sobre o chakra do coração. Respire profundamente. Sinta que está carregando o coração, o coração físico, as 12 pétalas do chakra do coração. Esta é uma ação estimulante e de proteção.

 

 

6. CHAKRA DO PLEXO SOLAR

Quando tiver terminado o chakra do coração, vá aos umbigo. Sinta a entrada da luz e repare como ao entrar se estabelece uma paz total, enquanto move a mão direita sobre a região do umbigo com um movimento circular. Desfaça-se de tudo que não esteja em paz em seu ser, em sua vida, de toda discórdia, de toda aflição, de todo problema sem solução. Permita que o fogo os consuma e aceite o presente da paz do Cristo Cósmico no plexo solar.

O mantra de Jesus para o plexo solar é “Paz, aquieta-te e sabe que EU SOU Deus”. Vamos recitá-lo três vezes:

Paz, aquieta-te e sabe que Eu Sou Deus.

Paz, aquieta-te e sabe que Eu Sou Deus

Paz, aquieta-te e sabe que Eu Sou Deus

 

 

7. CHACRA DA ALMA

Agora vamos ao chakra da alma, situado na metade do caminho entre o umbigo e a base da coluna, A alma é muito terna, muito frágil. A alma é uma criança interior. Possui grande sabedoria e é onisciente. Sele agora sua alma no fogo do Cristo. Visualize o resplandecente disco branco sobre o chakra da alma solar.Tranqüilize a sua alma com as palavras: “ Ó alma minha, fique em Paz.”

 

 


8. CHAKRA DA BASE DA COLUNA

Agora vejamos o chakra da base da coluna. Mais uma vez, mova sua mão em círculo e sele o chakra da base, suas quatro pétalas, o fogo branco, a luz da Mãe.

 

 

 

 

9. DA BASE À COROA

Em seguida, leve sua mão direita lentamente percorrendo a linha dos chakras, mantendo a esquerda sobre o coração. Neste movimento de volta à coroa, pode deter sua mão sobre cada um dos chakras. Você pode fazer isso lentamente e repetir várias vezes o movimento completo desde a base. Sele e eleve a luz. Deseje conscientemente que seja elevada..

 

 

10. DE VOLTA AO CORAÇÃO

Posicione sua mão direita novamente sobre seu coração para terminar este ritual. Se desejar, pode entoar o OM.

Fonte: Livro Arcanjo Gabriel – Elizabeth Clare Prophet

 

 

Léa Cristina Ximenes
Facilitadora Universalista
E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Telefone: (13) 3477 9813)

Anúncios

Publicado 22/09/2011 por leoacristica em chakras

Etiquetado com , , , ,

Meditação do DNA – Por Cristo Miguel   2 comments

Cristo Miguel: Os exercícios energéticos que eu tenho oferecido para a limpeza das influências do lado escuro das estruturas dentro das capacidades humanas, mais especificamente as estruturas de DNA que são os operadores principais no interior da experiência humana e de expressão, são exercícios que podem ser repetidos diariamente, tornar-se uma prática se você desejar, de meditação da manhã ou o

qualquer hora tranquila que você possa encontrar.

Esta é uma ciência delicada e não um serviço de uma parada. Em outras palavras, “uma” meditação não irá realizar a limpeza inteira.

Pense em suas estruturas de DNA como um universo interior que espelha o universo exterior. Isto é vastamente complexo e bem complicado.

O lado escuro impôs suas influências sobre essas estruturas ao longo de milênios.

Cada um de vocês nasceram com uma estrutura de DNA de seus pais, e embora nós aumentamos essa herança para alguns, esta é a realidade da encarnação humana e uma das fracas ligações no processo de ascensão.

A razão para o “exercício” de limpeza é incentivar sua participação em nossos esforços para estabelecer uma posição mais segura no quadro humano para o processo de ascensão.

A experiência humana é extremamente incoerente, indo e vindo com pouca constância. O processo de ascensão requer uma base forte e estável.

A limpeza e recreação das estruturas de DNA vão fornecer essa plataforma.

Nós temos incentivado a criação de estruturas fundamentais através de inúmeras actividades, mensagens e diversos esforços. No entanto, vemos o trabalho energético neste momento como um meio para afetar diretamente as estruturas fundamentais da capacidade humana e contribuir para os movimentos primários antes de Nós no Ciclo de Correções de Tempo.

Eu peço que vocês continuem a explorar e

sta meditação repetidamente. Não existe um limite finito para o que você pode descobrir e aperfeiçoar através destes esforços.

Eu peço que você continue a centrar-se nas estruturas do DNA para a compensação primária e de reestruturação, mas sinta-se livre para improvisar e criar motivos individuais para a sua prática meditativa.

Aqui está um poema inspirado por Don, que pode incentivar seus esforços.

Que a Terra encontre o Lar

Que a Terra encontre a paz de guerra incessante

Que o solo encontre a liberação do veneno constante

Que os mares alimentem seus próprios e floresçam

Que o ar seja purificado e flua com a pureza do vôo alado

Que as criaturas com pernas enfarinhadas vagueiem livremente

as gramíneas abençoadas a seus pés, que as duas pernas humildemente se elevem

com o dom do silêncio para saudar o Criador e abraçar a Criação

Que a Terra encontre o Lar na nova vida do Éden.

– Don Hynes

Meditação de CRISTO MIGUEL

Permita que o pensamento se acalme, que tenha a sensação de encontrar a paz.

Leve a atenção para a Existência que está por trás de todo o Ser.

Deixe a respiração orientá-lo nesta consciência, mas não fique ansioso ou exigente. Simplesmente deixe a respiração guiá-lo, dentro e fora, e confie que a sensação de que você está experienciando é suficiente para o Intento.

Com aquela experiência no devido lugar, esteja ciente da diferença entre esse espaço de paz e serenidade do frenesi típico que marca grande parte da vida como você a conhece.

Deixe a consciência simplesmente estar presente convosco, e não levá-lo na direção de tentar corrigir alguma coisa ou fazer algo do qual já tens conhecimento se tornar diferente; simplesmente deixe a consciência estar presente com a respiração, e continue.

Com a respiração, e consciência, deixe sua consciência viajar por de trás das camadas do pensamento e sentimento, para um lugar de Origem, onde a segurança e a iluminação da divindade é mais facilmente presente.

Novamente, não pressione-se ou tente exigir uma revelação, somente siga a respiração, permita sua visão interior se expandir como irá, e acolha o campo atrás do campo.

Não há necessidade de realização aqui, apenas a consciência e a experiência do centro.

Com a respiração contínua neste lugar de conscientização, Eu te peço para que convide a mim e minha equipe para limpar o seu pensamento e sentimento, dás estruturas do lado escuro que vieram através de sua encarnação na mortalidade e através das experiências que você teve na Terra.

Simplesmente diga: “Eu peço-te Cristo Miguel, que você e sua equipe remova as estruturas do lado escuro de cada camada do meu ser – corpo, mente, alma e coração, e purifique a energia de todas essas camadas na sua Luz”.

Pause neste espaço e deixe a purificação estabelecer-se em seu ser.

Continuando com a respiração, permitindo o Espírito de gratidão surgir como irá, dê mais um passo com um convite, onde você pode dizer:

“Eu peço-te Cristo Miguel e sua equipe, para remover as estruturas do lado escuro do meu DNA, em cada fio e fibra, limpando a própria essência de minha expressão de vida aqui na Terra com sua luz. “

Pause neste espaço e deixe a experiência estabelecer-se em seu ser.

Finalmente, você pode pedir:

“Com as estruturas do lado escuro agora removidas, eu te convido Cristo Miguel em meu coração e mente, corpo e alma, e em cada vertente e fibras do meu DNA, deixando a luz da sua verdade e amor, a essência de Seu Ser, inundar-me e preencher-me.”

Talvez sua mão vá encontrar o caminho até seu coração, talvez, sua respiração acelere e você saberá que aqui neste lugar o trabalho é feito, que aqui é o jardim da Minha Criação, dentro de seu próprio ser, e que aqui podemos trabalhar juntos na recreação pela qual você veio.

Mensagem de Cristo Miguel sobre a Meditação do DNA

Por Don Hynes
Message From Christ Michael
11 de agosto de 2010
Léa Cristina Ximenes
Facilitadora/Consultora Metafísica
E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Skype: lea.seraphisbey
Fone: (13) 3477 9813

Publicado 21/09/2011 por leoacristica em chakras

Etiquetado com , , ,

Invocação Para a Unificação dos Chakras   Leave a comment

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Tornando o meu coração

Uma linda bola de luz,

Que me permite expandir.

Eu inspiro Luz  

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra da garganta

E o meu chakra do plexo solar

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra da testa

E o meu chakra do umbigo

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra da coroa

E o meu chakra da base

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu chakra Alfa

(Vinte centímetros acima da minha cabeça)

E o meu chakra Ômega

(Vinte centímetros abaixo da minha coluna)

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Deixo que a Onda de Metraton

Se mova entre esses dois pontos.

EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

envolvendo o meu oitavo chakra

(Acima da minha cabeça)

E a parte superior de minhas coxas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta de meu corpo.

Deixo que o meu corpo emocional se funda

Com o meu corpo físico.

EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu nono chakra

(Acima da minha cabeça)

E a parte inferior de minhas coxas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta de meu corpo.

Deixo que o meu corpo mental se funda

Com o meu corpo físico.

EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu décimo chakra

(Acima da minha cabeça)

E (indo) até meus joelhos

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que meu corpo espiritual se funda

Com o corpo físico,

Formando o campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo meu décimo primeiro chakra

(Acima de minha cabeça)

E a parte superior da barriga de minhas pernas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que a Mente Suprema se funda

Com o campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo meu décimo segundo chakra

(Acima da minha cabeça)

E a parte inferior da barriga de minhas pernas

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que a Mente Crística Suprema se funda

Com o campo unificado.

Eu Sou uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo meu décimo terceiro chakra

(Acima da minha cabeça)

E meus pés

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu permito que a Mente Suprema EU SOU se funda

Com o campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.

Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração,

Deixando que a Luz se expanda,

Envolvendo o meu décimo quarto chakra

(Acima da minha cabeça)

E (indo) até abaixo dos meus pés

Para formar um campo unificado de Luz

Dentro, através e em volta do meu corpo.

Eu deixo que a Presença da Fonte se mova

Através do campo unificado.

EU SOU uma unidade de Luz.

 Eu inspiro Luz

Através do centro do meu coração.

Eu peço que

O nível supremo do meu Espírito

Se irradieDo centro do meu coração,

Preenchendo este campo unificado,

Eu irradio por todo este dia.

EU SOU uma unidade de Espírito

 Ariel

Fonte: Do Livro O Que é Corpo de Luz
Canalizado por Tashira Tachi-ren

Léa Cristina Ximenes

Facilitadora Universalista/Consultora Metafísica

E-mail: ximenes.andrade@gmail.com

Skype: lea.seraphisbey

Fone: (13) 3477 9813

Publicado 12/09/2011 por leoacristica em chakras

Etiquetado com ,

Os Chakras e o Pai Nosso   2 comments

Para que esta energia de alta freqüência possa ser percebida pela materialidade humana, tem que ser rebaixada — Como se faz com a energia elétrica de alta voltagem, que deve ser transformada (por um transformador) — para que possamos utilizá-la.

A oração do Pai Nosso é uma interessante seqüência de afirmações e petições, que se inicia num nível vibratório de alta freqüência, altamente mística, e vai decrescendo até freqüências mais baixas, puramente éticas.
A oração do Pai Nosso é como um caminho, porque passa a energia dentro de um transformador. O transformador, no caso, é o corpo, com seus diversos níveis de troca de energia.

As trocas de energia no corpo fazem-se através de plexos nervosos, com ritmos vibratórios distintos, que se distribuem pelo corpo em locais denominados “chacras”.
A energia divina é chamada, pela invocação de Deus. Entra pelo alto da cabeça, e vai sendo progressivamente transformada, a cada chacra que passa, até atingir o nível vibratório do chacra básico (genital), onde se encontra nossa materialidade.
Traz, desta forma, Deus até nós!

Vamos acompanhar, passo a passo, essa transmutação da energia divina, para que tenhamos uma compreensão da grandeza desta oração que Jesus nos deixou.

Chakra Coronário — Chamado da energia

Pai nosso que estás nos céus.

Esta primeira afirmação consiste na chamada da energia do Alto, na entrada desta energia pelo alto da cabeça, através do plexo coronário, que, segundo os orientais, tem mil pétalas e gira com incrível velocidade.

Pai!

A prece se inicia com a chamada: — Pai! Esta simples afirmação, identificando Deus como Pai, é de um extraordinário alcance. Ao chamarmos Deus de Pai, estamos nos identificando como Seus Filhos. Como Filhos, temos a potencialidade do Pai em nós. Nos identificamos com Deus em um nível energético extremamente elevado.
Neste momento captamos a energia do alto!

Nosso

Quando dizemos “Nosso”, entendemo-nos como Irmãos de todos os seres. O Pai é Nosso; não é só meu, porque somos todos Irmãos.

Esta conceituação amplia a anterior. A energia contida nesta afirmação – Pai Nosso! – é possível explicar, mas é impossível a um ser humano comum sentir esta afirmação com total percepção de amor. A emoção contida na total compreensão desta afirmação, seria de tal magnitude, que destruiria o sistema nervoso de um homem comum.

A grande mística, Santa Terezinha, não conseguia dizer a oração do Pai Nosso: quando iniciava a oração, perdia os sentidos. Santa Terezinha, nesse momento, tinha percepção e consciência desta energia de altíssima freqüência. Freqüência que o organismo humano não tem estrutura para suportar.

Que estais nos céus

Deus que está em toda parte, que impregna tudo, que É! Este é o conceito que Deus transmitiu a Moisés, quando este perguntou-lhe quem Ele era. A resposta foi:
– “Sou aquele que É!”

Nesta primeira afirmação da oração, temos a identificação de Deus, e a chamada do “Nome de Deus”.
“Aquele que É”! Jafé! Jeová ! Iod-Hé-Vau-Hé!
Nome que a boca humana não é capaz de pronunciar!

Explicar tais conceitos é possível; senti-los, entretanto, é totalmente impossível ao ser humano normal. Como se pode ver por este início, o que está escrito nos evangelhos transcende em muito a aparente simplicidade das palavras. A grandeza do Evangelho não está na letra morta, mas no espirito de quem o lê.
O Evangelho é vivo!

Chakra Frontal

Santificado seja o vosso nome.

Entender esta petição, temos que antes entender o que quer dizer “santificado”.
Santificado – “Que seja considerado Santo”.
Santo envolve o conceito de perfeição e de universalidade

Nome – O nome não é como imaginamos, uma palavra que designa alguma coisa.
Nome é a vocalização ou a materialização de um ser ou objeto.
O Nome de Deus é impronunciável!
Segundo os judeus, esse Nome só era pronunciado em determinado dia, no âmago do Santuário do Templo, pelo Supremo Sacerdote. O nome é a excelência do ser ou do objeto.

O Nome de Deus é a essência de Deus – é o próprio Deus!
Nesta petição mística, pedimos que Deus seja aceito por tudo e por todos, como a perfeita harmonia universal (Santo). Como sendo “Aquele que É”!
Que Deus seja a harmonia total, e que tudo e todos sejam o seu reino!

Aqui está expresso o conceito maior da unidade. Tudo e todos são Um! Este conceito não pode ser percebido pelos nossos sentidos.
Com esta petição mobilizamos a energia pela passagem no Chacra Frontal. A energia transformada, neste ponto, já permite uma certa compreensão, que muito se aproxima de uma inspiração, e que pode ser percebida através da região frontal ou do “terceiro olho”.

Chakra Laríngeo

Venha a nós o vosso reino

Na petição anterior pudemos ter uma pequena inspiração do que seja o “Reino de Deus”. Nesta segunda petição mística, pedimos que este “reino”, esta harmonia de todos e de tudo, venha a até nós.

O reino de Deus manifesta-se através do Verbo! “No inicio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus” (João 1, 1).
O Verbo, o Logos, o Cristo, se manifestam pela palavra. Através da palavra é que podemos materializar a energia que vem de outros níveis.

Sabe-se hoje que o som é a energia vibratória que mais próximo se encontra da matéria. Com facilidade materializamos um som, fazendo vibrar a limalha de ferro em um placa, formando figuras.

O som e o Verbo manifestam-se através do Chacra Laríngeo, onde encontra-se nossa capacidade de expressão pela palavra.
O modo do Reino vir até nós é através do nosso Chacra Laríngeo. A conceituação expressa nesta terceira afirmativa movimenta o Chacra Laríngeo, pela passagem da energia divina por ele.

Na simbologia da Torre de Babel, podemos observar que a perda do reino (harmonia entre os homens), deu-se pela perda da possibilidade de expressão pelo homem. A perdição do homem foi pela perda da palavra, em conseqüência de sua presunção.
Notamos que, a cada descida da energia divina, fica-nos mais acessível o entendimento.

Chakra Cardíaco

Seja feita vossa vontade assim na terra como nos céus.

Claro que a vontade de Deus se fará sempre em todos os lugares! Independendo da nossa vontade e das nossas rogativas. Nossa vontade não é oriunda da mente racional, como muito pretensiosamente julgamos. A vontade é um impulso que parte de dentro do coração, que a mente transforma e adapta às suas necessidades.

Vemos no Evangelho que muitas vezes Jesus afirma este conceito – “Porque pensais assim em vossos corações”.
Que nossos corações aceitem e entendam a “Vontade de Deus”! Esta é a síntese da quarta petição.
Neste ponto a energia é transformada pela passagem pelo plexo do Chacra Cardíaco.

A petição é de que nosso coração tenha o entendimento desta Vontade. Que esta vontade seja aceita tanto em cima como embaixo (na terra como nos céus).
A afirmação adquire aqui uma conotação interessante. O Chacra Cardíaco é o chacra que fica no meio do corpo.
A figura de céu e terra, colocada neste ponto da oração, é de uma clareza e de uma beleza poéticas.

Podemos ver que a cada descida da energia, fica mais compreensível o entendimento, e mais clara a correlação com os plexos energéticos (chacras) do corpo humano.
Neste ponto encerram-se as 3 petições que são de conteúdos místicos, passando-se às 4 seguintes que são de conteúdo ético.

Chakra Umbilical

O pão nosso de cada dia dai-nos hoje.

As petições éticas são de mais fácil entendimento. A energia já se encontra em níveis vibratórios próximos à nossa consciência.
De uma forma poética, o pão está representando todas as nossas necessidades de sobrevivência neste mundo. Difícil achar forma mais clara de expressar tal abrangência.

“O pão nosso de cada dia dai-nos hoje” – não o pão do dia de amanhã: somente o de cada dia, a seu tempo.
Esta petição envolve não só a satisfação de nossas necessidades materiais, como também as psicológicas, pedindo que tenhamos confiança e fé de que o pão de amanhã será servido a seu tempo. Que não tenhamos ambição e ganância para acumular tesouros terrenos, que as traças e a ferrugem destróem.
A primeira petição ética é claramente a ativação do Plexo Solar, Umbilical ou do Estômago, que é representado pelo Chacra Umbilical.

Chakra Esplênico

Perdoa as nossas dividas, assim como nós perdoamos os nossos devedores.

Esta petição, que de inicio parece mística, é uma forte petição ética, como vamos ver a seguir. Nas nossas dívidas estão as nossas culpas. Quando temos culpa, ficamos vinculados a essa culpa de uma maneira quase física.

A culpa nos prende pela emoção. A emoção é diferente do sentimento; é acompanhada de manifestações físicas (calafrios, rubores, suores, arrepios). As emoções são percebidas através do abdome. Os vínculos obsessivos com entidades espirituais fazem-se através do Plexo Esplênico.

Como é possível perdoar nossas culpas? Seria injusto Deus perdoar uns e não perdoar outros. Não é Deus que perdoa nossas culpas, somos nós mesmos! Perdoamos na medida em que nos tornamos capazes de perdoar os nossos devedores. Quando conseguimos perdoar nossos devedores, desfazemos esse vínculo esplênico da culpa.
Perdoar os nossos devedores não é uma atitude mística, e sim ética.

Perdoar, ou não, os nossos devedores, é mais importante para nós do que para o devedor. Perdoar é uma atitude lógica, racional, e do interesse de cada um. Na medida em que perdoamos é que somos perdoados. Por mais que sejamos perdoado, só estaremos perdoados, quando nós mesmo nos perdoarmos!
Esta segunda petição ética é colocada de uma forma impressionante sobre o Plexo Esplênico, orientando a forma com que a energia tramita por este chacra.

Chakra Sacro

Não nos deixeis cair em tentação.

Esta petição tem características muito interessantes. Não se pede aqui para que não existam tentações. Também não se pede que não sejamos submetidos às tentações. Que existam! Que sejamos tentados! Que tenhamos força para não cairmos nelas!

Não podemos evitar as tentações da matéria, porque vivemos nela. Viver na matéria é a principal finalidade de nossa existência neste “eon”. Não podemos pedir que nos liberte do mundo! Pedimos que não fiquemos presos às tentações do mundo. Que saibamos viver no mundo sem ficarmos presos às coisas terrenas.

Com esta terceira petição ética chegamos com a energia divina até nossa materialidade terrena.
Nossos plexos Sacro e Genital (básico) são a parte do nosso corpo que nos põe em contato com o mundo material.
Neste ponto, temos mais uma interessante colocação desta prece, quando separa o chacra sacro do chacra básico. Há entre os estudiosos dos chacras aqueles que os consideram como um único chacra. Provavelmente com a intenção de que o número dos chacras sejam sete. Na prece, os chacras sacro e básico aparecem separados de uma forma bastante sutil, o que dá margem a interpretar os chacras como sete ou oito. A ultima petição pode parecer incluída nesta.

Chakra Básico

Livrai-nos do mal.

Esta ultima petição ética é de difícil interpretação. Ficou claro na petição anterior, que a tentação não é o mal.
O que seria este mal? Poder-se-ia entender o mal como sendo o caminho da satisfação dos sentidos, o mergulho do homem na sua materialidade. Sendo este caminho uma opção de fé e de vida. Alegam alguns magos negros que esta seria um opção divina. Já foi o próprio Deus que nos colocou os sentidos e nos proporcionou o prazer em satisfazê-los.

A doutrina de Jesus é clara em mostrar que é mesmo necessário que tenhamos nossos sentidos satisfeitos, até o momento em que tenhamos chegado ao fim do poço da jornada da satisfação destes sentidos. Para então reiniciarmos o caminho de volta a Deus. Como bem está demonstrado na parábola doFilho Pródigo.

O homem é sem duvida muito mais que a sua materialidade. A plena satisfação da materialidade não conduz o homem á felicidade. Este fato está sendo demonstrado de modo prático e claro, neste fim de ciclo pelo qual estamos passando. O homem vem tendo todas as suas necessidades satisfeitas pelo progresso da ciência e da tecnologia, sem que isto o torne mais feliz. Esta interpretação não faz sentido, não só nesta prece, como também não se sustenta por si mesma.

O verdadeiro mal também não consiste em se ser mau. A grande maioria dos que são maus, o são por defesa, por medo, ou por ignorância. “Deus faz nascer o sol todas as manhãs igualmente para os bons e para os maus”. Não se pode aceitar que exista um mal organizado, que se contraponha ao bem e à harmonia de Deus. Desta forma estaríamos aceitando um Deus que não seria onipotente. Não há dualidade entre bem e mal.
Fazer o mal gera uma reação externa, que se volta contra o próprio homem, criando agressões dos outros homens ou do meio.

Quanto mais adiantado o homem, fazer o mal gera uma desarmonia interna que o faz sofrer. O homem está no mundo para evoluir e crescer, na compreensão deste ciclo evolutivo. Sendo mau, vai de alguma forma movimentar forças que se voltarão contra ele, não com o intuito de puni-lo, mas de educá-lo na compreensão deste ciclo evolutivo. Desta forma, vemos que ser mau não é o verdadeiro mal.

Estas observações levam-nos a admitir que o verdadeiro mal está na inércia do homem.
O mal está em ser morno, não ser frio nem quente. O mal está em não usar os “talentos” com que fomos brindados.
O mal está em ficar parado! – Conforme foi dito pelo próprio Jesus.
Com esta ultima petição, se encerra esta maravilhosa oração.
A energia divina foi trazida até nós, rebaixada gradualmente através dos nossos vórtices de energia (chacras), vindo finalmente nos dar um impulso de vida. Impulso para que sigamos adiante!
Para que andemos!
Para que vivamos!
Por que vivendo, bem ou mal, certo ou errado, inevitavelmente estaremos cumprindo a Vontade de Deus que está em nós!
Amém!

Fonte: phenix nagual
Léa Cristina Ximenes
Terapeuta Holística Universalista
E-mail: ximenes.andrade@gmail.com
Sakype: lea.seraphisbey
Telefone: (13) 377 9813

Publicado 19/05/2011 por leoacristica em chakras

Etiquetado com , , , , ,